https://revista.recet.org.br/index.php/recet/issue/feed Recet 2024-02-15T10:02:33-08:00 Prof Dr Sílvio H. M. Almeida ( EDITOR - Recet ) recet@recet.org.br Open Journal Systems <p><strong>A RECET</strong></p> <p><em>Revista Eletrônica da Comissão de Ensino e Treinamento – é uma Revista oficial da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), que tem a finalidade de publicar artigos escritos por residentes, oriundos de residências credenciadas pela SBU. Além de ser um canal de comunicação científica entre a nossa Sociedade e os Programas de Residência Médica Credenciados.</em></p> <p><strong>ISSN 2317-3866</strong></p> https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/134 Hemangioblastoma Renal Esporádico com expressão imunohistoquímica incomum 2023-12-28T13:27:18-08:00 Rafael Felisberto Dias Florencio rfdflorencio@gmail.com Bruno Cesar Dias bcd93_@hotmail.com <p>O hemangioblastoma renal esporádico é um raro tumor benigno, com menos de 30 casos relatados na literatura de língua inglesa. Além de raro, geralmente este tumor é subdiagnosticado devido as semelhanças morfológicas e imunofenotípicas com outros tumores renais. Relatamos este caso de hemangioblastoma renal esporádico com expressão imunohistoquímica incomum.</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/157 RELATO DE CASO: DOENÇA DE CASTLEMAN UNICÊNTRICA RETROPERITONEAL. 2023-07-21T11:01:45-07:00 Vivian Suzuki Rodrigues vivian_srodrigues@hotmail.com Lucas Henrique Sanchez Cavalheiro visitacirurgica2019@gmail.com Filipe Pirágine Oioli filipe7oioli@gmail.com Lorella Miranda Auricchio lorella.auricchio@gmail.com Tiago Moura Rodrigues tiagorodrigues.urologia@gmail.com André Meirelles dos Santos andremeirelles@hotmail.com <p><strong>INTRODUÇÃO:</strong> A doença de Castleman (DC) é um distúrbio linfoproliferativo raro, que pode ser dividida em unicêntrica e multicêntrica. A variante unicêntrica manifesta-se como massas de tecido linfóide localizadas. Apresentamos o caso de uma paciente com massa expansiva retroperitoneal que após ressecção marginal da lesão foi diagnosticada com doença de Castleman unicêntrica.</p> <p><strong>APRESENTAÇÃO DO CASO:</strong> Paciente feminina, 40 anos, referindo lombalgia esquerda com irradiação para membros inferiores, associado a hipoestesia em bota abaixo dos joelhos há 2 anos. Ressonância magnética abdominal evidenciando lesão posterior ao músculo Psoas direito, deslocando-o anteriormente e com plano de clivagem preservado. Medindo 3,5 x 2,8 cm nos maiores eixos. Realizada ressecção marginal da lesão expansiva retroperitoneal videolaparoscopica, sem intercorrências. Análise histológica evidenciou alterações morfológicas sugestivas de DC subtipo hialino vascular. Estudo imunohistoquímico consistente com o diagnóstico.</p> <p><strong>CONCLUSÃO:</strong> Durante investigação e abordagem de massa sólida retroperitoneal solitária, a hipótese diagnóstica de DC unicêntrica deve ser considerada.</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/165 Relato de caso: hamartoma fibroso escrotal na infância 2023-07-25T07:08:09-07:00 Savio Valadares Ferreira savival@gmail.com Murilo Henrique Sugai murilosugai@hotmail.com Antonino Caetano de Souza Netto drantoninonetto@gmail.com Guilherme Corrêa do Nascimento guilherme_cntl@hotmail.com Ricardo Vieira Zerati rzerati@hotmail.com Miguel Zerati Filho mzerati@uol.com.br <p>Introdução: Os tumores escrotais na infância são condições incomuns na rotina do urologista. Geralmente assintomáticos, são diagnosticados pela alteração do volume escrotal. O tratamento na maioria das vezes é sua exérese cirúrgica, sendo na maioria dos casos curativo e com baixa morbidade, entretanto lesões despercebidas e não tratadas podem evoluir de forma catastrófica no desenvolvimento da criança.&nbsp;</p> <p>Apresentação do caso: O objetivo deste relato é apresentar um caso raro de tumor escrotal na infância, cujo tratamento foi a exérese cirúrgica, tendo boa evolução.</p> <p>Conclusão: Conclui-se que o tumor no escroto, para testicular, em crianças, necessita identificação precoce, sendo difícil sua caracterização sem a exérese cirúrgica, para obtenção do anatomopatológico. Geralmente são benignos, podem ser curados com baixa comorbidade e sem grandes complicações.</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/182 CISTITE GLANDULAR COM METAPLASIA INTESTINAL MULTIFOCAL EM PACIENTE JOVEM COM SINTOMAS OBSTRUTIVOS DO TRATO URINÁRIO: RELATO DE CASO. 2023-09-24T07:22:53-07:00 Lucas Vicente Andrade vicente_lva@hotmail.com Isadora Klüber isaklub@hotmail.com Fernando Mateus Pinto Nunes fernunes246@hotmail.com Lucas Proner Pereira lucasproner2@gmail.com Fabio Maurizio Nery uronery@gmail.com <p>A cistite glandular (CG) é uma condição benigna caracterizada por&nbsp; alteração inflamatória da mucosa vesical com formação de vesículas ou cistos subepiteliais e metaplasia glandular. Apresenta-se principalmente como lesões bolhosas no colo vesical, muitas vezes associada à inflamação crônica da bexiga. Relatamos um paciente do sexo masculino, de 23 anos, sem fatores de riscos associados, usuário de esteroides anabolizantes, manifestando com sintomas obstrutivos do trato geniturinário inferior. Exame de ecografia demonstrou espessamento do assoalho e lesão vegetante no colo vesical. Submetido à cistoscopia que revelou lesões vesicais bolhosas com inclusões citoplasmáticas de aspecto azulado. A biópsia confirmou cistite cística e glandular com metaplasia intestinal multifocal. Após tratamento com ressecção transuretral das lesões, houve melhora dos sintomas.&nbsp; A abordagem terapêutica envolve a correção de fatores etiológicos, tratamento medicamentoso ou tratamento cirúrgico para controle dos sintomas. É importante o diagnóstico diferencial com outras afecções malignas da bexiga.</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/166 Priapism: what every non-urologist should know about? 2023-08-03T19:15:29-07:00 Nilson Marquardt Filho nilson.marquardt@terra.com.br Carlos Teodósio Da Ros carlos.da.ros@gmail.com Gabriel Zanette Naspolini gabriel_naspolini@hotmail.com <p style="font-weight: 400;">Priapism is an emergency that requires immediate treatment and should be managed by every doctor who works in an emergency room. emergency medicine clinicians may be the first-line providers and should be capable of applying the initial management of priapism. Those providing emergency medical care in low-resource areas should know how to utilize interdisciplinary collaboration with urologists and be familiar with techniques of aspiration, irrigation, phenylephrine injections, and T shunts.&nbsp;</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet https://revista.recet.org.br/index.php/recet/article/view/216 Editorial da edição 2 de 2023 2024-02-15T10:02:33-08:00 Flávio Lobo Heldwein flavio.lobo@gmail.com Silvio Henrique Maia de Almeida shmdea@gmail.com <p>Temos o prazer de apresentar a última edição da RECET, com artigos que cobrem tópicos intrigantes e essenciais no campo da urologia e disciplinas relacionadas. Os artigos fornecem insights aprofundados e informações valiosas para especialistas e não especialistas.<br>“Priapismo: o que todo não-urologista deve saber?” O priapismo é uma condição que exige atenção não só dos urologistas, mas também dos profissionais médicos envolvidos em serviços urgência. Neste artigo, os autores esclarecem os aspectos críticos do priapismo, para compreender e gerir esta condição.</p> 2023-12-31T00:00:00-08:00 Copyright (c) 2023 Recet